Para muitos jovens, ingressar no Ifes não é uma jornada com data para acabar. Com ofertas de cursos de ensino médio, técnico, graduação e pós-graduação, muitos jovens encontram na instituição a oportunidade para construir uma trajetória acadêmica completa.

Em alguns casos, os alunos alcançam qualificação suficiente para retornar à sala de aula como professores. Foi o que aconteceu com Bruno Bellão Bassini, que entrou no Ifes para estudar o curso técnico em Mecânica, em 2005, e três anos depois se tornou servidor no Campus Cariacica. Lucas Henrique Pagoto trilhou um caminho semelhante. Ele foi aluno do curso técnico em Eletrotécnica, depois cursou Engenharia Mecânica e há dois anos passou no concurso para professor do Campus São Mateus. “Acho importante a verticalização do ensino. O Ifes oferece formação desde o ensino médio, técnico, superior e, muitas vezes, o mestrado. Sem sair do Ifes, o aluno consegue concluir toda a sua carreira acadêmica”, comenta Henrique.

Raiza Santana viu sua vida profissional ser impulsionada por meio da instituição. “A facilidade que o Ifes me ofereceu de estudar a graduação e o mestrado no mesmo local é indescritível. É um crescimento não só profissional e acadêmico, mas pessoal muito grande. Não tem como sair do Ifes como entrou, porque além da perspectiva teórica e prática do curso ainda tem a questão cidadã forte. É muito gratificante”, enfatiza Raiza, que foi a primeira da família a concluir o ensino superior.